Evangélica, Joelma fez jejum de 7 dias para perdoar traição de Chimbinha

A cantora Joelma voltou a falar sobre seu divórcio com Chimbinha de 2015, após 18 anos de casados.

Em entrevista ao youtuber Raphael Acioli, a cantora disse que não foi nada fácil perdoar o ex-marido. Joelma descobriu na época que estava sendo traída, e esse teria sido o estopim que desencadeou no término.

“Já perdoei. Foi difícil porque eu lembro que comecei a sentir muita coisa ruim dentro de mim, e eu disse para Deus que precisava perdoar e pedi ajuda, porque eu não conseguia”, lembra.

Joelma revelou que recorreu à ajuda de uma pastora evangélica de Belém (PA) para tentar perdoar Chimbinha, já que não estava conseguindo por si só.

A cantora contou que foi orientada pela religiosa a fazer um jejum de 7 dias, utilizando um ritual com água, que simbolizava, para ela, o Espírito Santo.

“Recebi uma mensagem de uma pastora de Belém. Ela disse para eu fazer sete dias de jejum, e no final de cada jejum apresentar um copo com água, porque a água na Bíblia representa o Espírito Santo. E falou que quando eu tomasse essa água, dizer assim: ‘Deus, que essa água, que representa o Espírito Santo, amoleça o mal que está dentro de mim, que está petrificado dentro de mim’. E assim eu fiz. No sétimo dia eu consegui perdoar, graças a Deus”, comemora.

Na época da separação, Chimbinha acusou Joelma de dilapidar o patrimônio do casal para dar a igrejas. Até uma fazenda teria sido doada pela cantora a uma denominação religiosa. A loira disse que podia fazer o que quisesse, pois o dinheiro também era dela.

Hoje em dia, Joelma está cada vez mais próxima da igreja, e já enfrenta muitos rumores de que pensa no futuro em migrar para a música gospel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui